Jovem cria braço artificial feito de Legos para ele mesmo usar

Albert Gea/Reuters

David Aguilar construiu para si mesmo uma prótese para seu braço usando peças de Lego depois de ter nascido sem o antebraço direito devido a uma condição genética rara.


Aguilar, 19 anos, que estuda bioengenharia na Universitat Internacional de Catalunya, na Espanha, já está usando seu quarto modelo da prótese de Lego e seu sonho é projetar membros robóticos acessíveis para aqueles que precisam deles.

Seus antigos brinquedos favoritos, os blocos de plástico, tornaram-se o material de construção para o primeiro braço artificial, ainda muito rudimentar, de Aguilar aos nove anos de idade, e cada nova versão eles possuíam maior capacidade de movimentação do que a anterior.

O vermelho e amarelo, feito com 18 anos, misturou as peças de plástico com articulação do cotovelo, garras flexíveis e um motor elétrico que girava a mão.

Albert Gea/Reuters

“Quando criança eu ficava muito nervoso por estar na frente de outras pessoas, porque eu era diferente, mas isso não me impediu de acreditar em meus sonhos”, disse Aguilar, que é de Andorra, um minúsculo principado entre a Espanha e a França. “Eu queria me ver no espelho com as duas mãos.”

Ele conta que usa o braço artificial apenas ocasionalmente e é autossuficiente sem a peça.

Todas as versões estão em exibição em seu quarto na residência universitária nos arredores de Barcelona. Os modelos mais recentes são marcados com MK, seguido do número – uma homenagem ao super-herói de quadrinhos Homem de Ferro e suas armaduras MK.

Aguilar, que usa peças de Lego fornecidas por um amigo, também mantém um canal no YouTube.

Depois de se formar na universidade, ele quer criar soluções de próteses acessíveis para pessoas que precisam delas.

“Eu tentaria dar-lhes uma prótese, mesmo que seja de graça, para fazê-los sentir como uma pessoa normal, porque o que é normal, certo?”