O que acontece com o corpo quando passamos a beber 8 copos d’água por dia?

Di Vasca/UOL

Para melhorar a saúde e a beleza, você não precisa de muito. Acredite, beber água com mais frequência traz muitos benefícios para todo o organismo. Durante muito tempo, nutricionistas e médicos recomendavam 2 litros –ou oito copos. Hoje, sabe-se que esses números são, na verdade, uma média que pode variar de pessoa para pessoa. Para descobrir a quantidade ideal para suas necessidades, multiplique o seu peso por 30 –essa é a quantidade, em mililitros, que você deverá beber. Uma pessoa com 60 quilos, por exemplo, deve ingerir 1,8 litro.

Um cuidado importante é não tomar tudo de uma vez só. Então, divida essa quantidade ao longo do dia, para que o organismo aproveite o líquido aos poucos, não sobrecarregando a função de nenhum órgão. Além disso, boa parte dessa quantia de água recomendada por dia vem da alimentação –geralmente, cerca de 50%. Por isso, leve em conta, também, as refeições nesta conta. O que não dá é para esquecer de ingerir líquidos entre as refeições. Para isso, vale ter sempre uma garrafinha por perto ou na mesa do escritório. Outra dica é programar alguns horários ou regrinhas. Por exemplo, sempre que fizer xixi, lembre-se de tomar um copinho de água depois.

A seguir, veja alguns dos benefícios da água para o corpo. A lista foi elaborada com a consultoria da nutricionista Michelle Troitinho, do Centro Médico de Longevidade Kurotel, em Gramado (RS), da endocrinologista Mariana Farage, do Rio de Janeiro, e do nutrólogo Celso Cukier, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

9 benefícios que beber água proporciona

  • Di Vasca/UOL

    Traz mais disposição

    A água é o principal componente do sangue. Assim, quanto mais H2O, mais líquido vermelho correndo nas veias. Isso aumenta o transporte de nutrientes por todo o corpo, inclusive para o cérebro, que tem todas suas funções otimizadas.

  • Di Vasca/UOL

    Melhora a memória

    Isso se dá não só porque o cérebro recebe mais nutrientes por meio do sangue, mas também porque certas reações químicas que acontecem nele –entre elas, a formação da memória– também dependem da presença da água para acontecer.

  • Di Vasca/UOL

    Emagrece

    Um estudo realizado em 2010 na Universidade Virginia Tech, nos EUA, com 55 voluntários, todos acima do peso e fazendo dieta, verificou que houve uma perda de peso significativa em quem havia ingerido dois copos de água antes das refeições. Muitas vezes, comemos além do que precisamos por sede e não fome. O corpo pode confundir as sensações. É por isso que um organismo hidratado “pede” menos comida.

    Di Vasca/UOL

    Diminui a dor após os exercícios

    Quando nos exercitamos além do que o nosso condicionamento permite, o corpo produz uma substância chamada ácido lático, que é responsável pelas dores musculares comuns depois da prática de exercícios. Quanto mais água presente no organismo, melhor essa substância é filtrada e diluída no organismo, diminuindo sua ação.

  • Di Vasca/UOL

    Regula o intestino

    A água é essencial para que os processos de absorção, digestão e excreção de alimentos funcione como um relógio. Com mais líquido, as fezes ficam mais hidratadas e aumentam de volume, favorecendo os movimentos de expulsão do alimento do corpo, durante o processo digestivo.

  • Di Vasca/UOL

    Desacelera o envelhecimento da pele

    A chave para que isso aconteça está no intestino: quando bem hidratado, o órgão é capaz de absorver melhor as proteínas da comida, que, por sua vez, ajudam a repor o colágeno –proteína que dá firmeza e sustentação à pele.

  • Di Vasca/UOL

    Aumenta a imunidade

    A ingestão de água reduz o risco de resfriados e infecções, já que o líquido traz mais fluidez para as secreções pulmonares. Assim, a água ajuda a eliminar vírus e bactérias do organismo com mais facilidade, sem que nos causem essas enfermidades.

  • Di Vasca/UOL

    Atenua as acnes

    Quando a flora intestinal está desidratada e, portanto, em desequilíbrio, ela perde sua capacidade de filtrar agentes inflamatórios e toxinas. Eles acabam caindo direto na corrente sanguínea, predispondo o organismo a inflamações e também a um estado chamado de resistência insulínica, que, por sua vez, libera hormônios que favorecem o surgimento da acne.

  • Di Vasca/UOL

    Proporciona um sono melhor

    É no intestino que são produzidos boa parte de certos neurotransmissores, como a melatonina e a serotonina, que regulam o sono. Para que essa produção ocorra de maneira satisfatória, no entanto, o intestino precisa estar bem hidratado. Dessa forma, a flora intestinal produzirá mais bactérias benéficas que, por sua vez, auxiliam na produção desses neurotransmissores.

Fonte:http://estilo.uol.com.br/